domingo, 14 de dezembro de 2008

Brisa - Manoel Bandeira




Vamos viver no Nordeste, Anarina

Vamos viver no Nordeste

Deixarei aqui, meus amigos, meus livros

Minhas riquezas, minha vergonha


Deixarás aqui, tua filha, tua avó, teu marido

Teu amante


Aqui, faz muito calor

No Nordeste faz calor também

Mas lá tem brisa


Vamos viver de brisa, Anarina

Vamos viver de brisa

3 comentários:

Chay Fernandes disse...

Faz tempo que não escrevo... tenho me sentido vazia. Envolvida na minha realidade, repleta de histórias comuns e problemas cotidianos. Preenchida de alternativas vazias, sem satisfação, sem complemento... composta de anseios, vontades frustradas e angústias...

O Trovador das Gerais disse...

"Envolvida na minha realidade, repleta de histórias comuns e problemas cotidianos. Preenchida de alternativas vazias, sem satisfação, sem complemento"

Histórias comuns e problemas cotidianos podem ser bem interessantes, talvez se você conseguir enxergar a poesia que há nessas coisas teu mundo se torne menos vazio.
;)

Dolores disse...

TOU COM O TROVADOR!!!!!


MAS EU SEI O QUE É ISSO CHAY...

MUITO TEMPO SEM ME VER DÁ NISSO!!!!