terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Felicidade Torta - Lucina e Zélia Duncan


Por favor apareça
Compareça aqui
Ainda hoje
Esperar
Me deixa louca
Fico mordendo a boca
Mudando os discos
Olho a janela
Ouço ruídos
De elevador subindo
Levanto apressada
Mas aqui
Só tem escada
O que sobe e desce
É meu sangue quente
De te esperar
De te imaginar
Pegando o interfone
Dizendo a música
Do seu nome
E que eu tenha forças
Pra chegar até a porta
Morta de felicidade
De felicidade torta

2 comentários:

Chay Fernandes disse...

Ai... nada na vida parece mais importante do que simplesmente expor o que estou sentindo... falta...

Dandan disse...

Eu odeio qdo as pessoas fazem com que eu me sinta idiota por sentir falta delas.