segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Eu tenho um problema...




Eu tenho um problema.

Tem pedaços de você espalhados por todos os cantos da minha vida.

É como se meu corpo tivesse absorvido pedaços da sua alma fragmentada.

Agora não posso me quedar desprevenida

que sou surpreendida por coisas que estão dentro de mim,

me constituem,

mas são suas.

Aquela música,

aquele texto,

aquela foto,

aquela carta,

aquela vontade de saber,

de sentir,

de olhar bem de perto.

Eu tenho um problema.

Não sei deixar as pessoas passarem

sem capturar delas algo que me faça melhor.

2 comentários:

Aquela Que Escreve disse...

eu tenho um problema... as vezes me confundo com vc porque nunca vou deixar que simplesmente passe na minha vida.

FredPontes disse...

Quando se escapa vivo da explosão de uma bomba, o processo de retirada dos estilhaços do corpo pode ser algo traumático mesmo.